Queda de Cabelo‎ > ‎

Calvície nas mulheres

Publicado a 13/11/2011, 10:15 por Ana Sofia   [ atualizado a 13/11/2011, 10:30 ]
A calvície AGA - Alopecia Androgenetica afecta igualmente as mulheres embora a sua gravidade seja menos severa, não levando à perda total dos cabelos na parte superior da cabeça.
Calvicie nas mulheres
Estudos recentes mostram que existem diferenças nas enzimas do couro masculino e do  couro feminino que transformam as hormonas andrógenas mais fracas em mais potentes ligando-se aos tecidos do folículo piloso. Existem 2 tipos importantes de enzimas:
  • 5a-R (5a-reductase) que converte a Testosterona em DHT e que provoca a calvície;
  • Aromatase que converte a testosterona em hormonas femininas como o estrogenio e o estradiol.
A aromatase e a 5a-R lutam entre si pela disputa da testosterona, quando ganha a 5a-R a queda de cabelo acentua-se, tornando-se fraco e ralo nas mulheres. Outro dos sintomas de mulheres com AGA é o hirsutismo, excesso de pelos em determinadas partes do corpo.
Descobriu-se que as mulheres tem 2 a 5 vezes mais enzimas aromatase que os homens e por isso sofrem menos de calvície tipo masculina, e mesmo nos casos mais graves nunca perdem totalmente os cabelos.
Alguns dos medicamentos que vamos apresentar para tratamento desta condição nunca mostraram grandes resultados em termos de recuperação capilar, embora retardem o avanço da calvície.
Os contraceptivos orais podem ser usados pelo seu efeito hormonal como forma de tratamento:
  • Desogestrel;
  • Ethynodiol diacetate;
  • Levonorgestrel;
  • Norgestrel;
  • Norgestimate;
  • Norethindrone;
  • Norethindrone acetate.

Os seguintes medicamentos são utilizados tanto em homens como em mulheres:
  • Espironolactona (comprimidos), um dos seus efeitos é baixar a produção de testosterona;
  • Dexametasona, suprime a produção de androgenos na glândul suprareranl e nos ovários;
  • Flutamida ou Eulexin (comprimidos), anti-androgeno utilizado no combate ao hirsutismo;
  • Cimetidina, medicamento para distúrbios gástricos mas que concorre com o DHT;
  • Minoxidil (solução tópica);
  • Cyproterone acetate (CAT), poderoso anti-andrógeno;
  • Finasterida, inibidor da enzima 5a-R.
Note que muitos destes medicamentos tem muitas contra-indicações.

Uma das formas de tratamento natural investigada por cientistas turcos e publicada na revista Phytotherapy Research mostrou que o chá de hortelã-verde ou hortelã-comum é muito eficaz no combate ao hirsutismo e igualmente em mulheres que sofram do tipo de calvície masculino.